was successfully added to your cart.
Category

Uncategorized

Vivência de Bioconstrução na Chapada Diamantina

By | Agricultura, Cursos, Uncategorized | No Comments

Vivência de Bioconstrução na Vila Gerais

24 a 28 de fevereiro com David Borja & Uirá Meneses

Piatã – Chapada Diamantina
4 dias Workshop + Alimentação = R$ 420,-

Inscrições online:
www.ichapada.com.br/home/bioconstrucao/

 

:: Conteúdo ::

★ Arquitetura Bioclimática – Bioconstrução – Biomimética:
Estudo das possibilidades construtivas imitando os padrões da natureza, aproveitando materiais naturais com a finalidade de melhorar os espaços onde tenham intervenções humanas.

★ Construção Natural: Conhecendo os Recursos Naturais e as possibilidades construtivas dos mesmos.

★ Autoconstrução desde o desenho aos acabamentos. A possibilidade de autonomia para desenhar e construir sua própria casa ou assentamento.

★ Terra: testes e seus diferentes usos (prática): Conhecer as várias possibilidades construtivas com terra; técnicas utilizadas no passado, terras recuperadas e melhoradas no presente. Desde uma xícara ate um prédio.

★ Acabamentos finos utilizando materiais locais: Reboco e tintas naturais.

 

 

Curso de Design em Permacultura

By | Agricultura, Cursos, Piatã, Uncategorized | No Comments

Princípios, ética e estratégias da permacultura para o planejamento consciente de uma propriedade rural ou urbana que busca aplicar técnicas, tecnologias e praticas sustentáveis para a autosuficiência energética.

pdc-modular-piata

Módulo 01 – DESIGN EM PERMACULTURA

Introdução a Permacultura – Ética – Novo e Velho Paradigma: princípios éticos universais de sociedades indígenas e tradições espirituais, que estão orientados na lógica básica do universo – natureza de cooperação e solidariedade

Planejamento por Zonas e Setores – Padões: Planejamos todo o projeto de forma a realizar uma economia máxima de trabalho e recursos, Também pensamos na conexão entre todos os elementos, de forma a que os produtos de um elemento sejam utilizados como insumos por outros.

Desenho Individual – Desenho Comunitário: estabelecer relações harmoniosas entre as pessoas e a natureza, Alimento saudável, habitação e energia devem ser providos de forma sustentável. Planejamento consciente, considerando todas as influências e os inter-relacionamentos que ocorrem entre os elementos de um sistema vivo.

Segurança Alimentar: sistemas para a produção de alimento saudável e soberano

Saúde e Espiritualidade: Interação entre ser humano e natureza na busca da plenitude tanto espiritual como material, sem comprometer as gerações futuras.

  • PRáTICAS:
    Desenho de casa, sitio, cidade
    Vivência de alimentação consciente. Roda de alimentos com olhos tampados.

*Valor do Curso Módulo I R$ 360,- (incluso 3 dias de alimentação e camping)

 

Modulo 2 – BIOCONSTRUÇÃO

Construção Natural: Conhecendo os Recursos Naturais e as possibilidades construtivas dos mesmos.

Arquitetura Bioclimatica – Bioconstrução – Biomimetica: Estudo das possibilidades construtivas imitando os padrões da natureza, aproveitando materiais naturais com a finalidade de melhorar os espaços onde tenha intervenções humanas.

Terra: testes e seus diferentes usos (prática): Conhecer as varias possibilidades construtivas com terra, técnicas utilizadas no passado e recuperadas e melhordas no presente. Desde uma xicara ate um prédio.

Autoconstrução desde o desenho aos acabamentos. A possibilidade de se autoconstruir no processo de construção, autonomia para desenhar e construir sua própria casa ou assentamento.

Manejo Ecológico da Agua:  Uso, Tratamento  e re-uso da agua.

Saneamento: Sistemas de Tratamento ecológico, Banheiro Seco.

Coleta de agua: Teto – Solo: Possibilidades de reservar agua da chuva tanto para uso cotidiano como para recuperação de áreas degradadas.

  • Práticas:
    Conhecer argila: confecção de peças de cerâmica.
    Confeção de adobão, COB, Superadobe (ai depende do q vc quer, podemos fazer um forno?)
    Algum sistema de tratamento de agua: caixa de gordura ou circulo de bananeiras

*Valor do Curso Módulo II R$ 360,- (incluso 3 dias de alimentação e camping)

 

Modulo 3 – AGROFLORESTA

Por Catarina Camargo e David Borja

O Caminho da Agricultura: Historia da evolução do Ser Humano e a Agricultura.

Agroecologia: É uma nova abordagem da agricultura que integra diversos aspectos agronômicos, ecológicos e sócio-econômicos, na avaliação dos efeitos das técnicas agrícolas sobre a produção de alimentos e na sociedade como um todo. Visa a produção de alimentos mais saudáveis e naturais. Tem como princípio básico o uso racional dos recursos naturais.

Sistemas agroflorestais: Sistemas produtivos baseados na implementação de florestas comestíveis e madeireiras que aproveitam a Sucesão Natural de espécies na aplicação deste modelo.

Energias Renováveis. Aproveitamento de energias da natureza para satisfazer as necessidades humanas. Energia Solar – Eólica – Térmica.

Forno Solar, Desidratador, ASBC. Praticas de construção de algumas tecnologias simples e transformadoras.

  • Práticas:
    Montagem de horta
    Implementação de um núcleo para sistema Agroflorestal
    Confecção de Forno Solar – Desidratador

*Valor do Curso Módulo III R$ 360,- (incluso 3 dias de alimentação e camping)

 

[box type=”info”]A vivência é muito mais profunda quando passamos esses 3 dias ininterruptamente, portanto o ministrante David Borja aconselha a todos acampar na propriedade onde vai acontecer o curso no Gerais. Porém para aqueles que querem mais conforto, aconselhamos a hospedaria Caminho do Vale em Piatã.[/box]

 

 

“A trágica realidade é que poucos sistemas sustentáveis são desenhados ou aplicados por aqueles que estão no poder, e a razão para isso é obvia e simples: deixar as pessoas produzirem sua própria comida, energia e abrigo é perder poder econômico e politico sobre elas. Nós deveríamos parar de olhar para as estruturas de poder, os sistemas hierárquicos ou para o governo, achando que eles vão realmente nos ajudar.

A grande mudança que nós precisamos fazer é do consumir para o produzir, mesmo que numa escala pequena, nos nossos jardins. Se apenas 10% de nós fizermos isso, existirá o suficiente para todo mundo. Daí a futilidade dos revolucionários que não produzem nada, que dependem do mesmo sistema que eles atacam, e que produzem palavras e balas, em vez de comida e abrigo.” Bill Molisson

[box type=”shadow”] Se inscreva agora!
[contact-form-7 id=”1692″ title=”perma-form”][/box]
[envira-gallery id=”1677″]

Nordeste terá volume tão grande de chuvas que vai modificar até a geografia, dizem pesquisadores da USP

By | Agricultura, Interessante, Uncategorized | No Comments

“O Sertão vai virar mar… Dá no coração, o medo que algum dia o mar também vire Sertão”. A segunda parte do refrão já aconteceu em várias localidades do Nordeste, onde rios viraram poeira. A primeira e mais improvável, pode não ser tão improvável assim e se tornar realidade nas próximas décadas, de acordo com a previsão de estudiosos sobre prognósticos do clima a médio e longo prazo. Após sofrer por várias décadas com a seca, o Nordeste brasileiro pode ir para o outro extremo e sofrer com excesso de chuvas, que começariam em 30 anos, de acordo com as previsões.

De acordo com pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), chuvas torrenciais trarão um volume de água tão grande, a ponto de modificar a geografia nordestina, eliminando espécies e fazendo surgir novas fauna e flora. O desastre ambiental será provocado pela ação do homem, que resulta em emissão de gases do efeito estufa em atlas concentrações e desequilibram o clima no planeta. O resultado disso é que as correntes marinhas irão reduzir em até 44% sua intensidade, provocando super aquecimento das águas do Atlântico, nas imediações da região Nordeste, produzindo maior evaporação e formação de chuvas em excesso.

“O aquecimento global vai arrefecer as correntes marinhas de duas formas. Uma delas é intensificando as chuvas nas altas latitudes do Atlântico Norte, onde as águas precisam ser mais densas para afundar e retornar ao Sul, realimentando as correntes. Se chove muito, reduz a salinidade da água e consequentemente sua densidade, dificultado o afundamento. A outra forma é derretendo as calotas de gelo sobre a Groenlândia, liberando água doce e também reduzindo a salinidade da água, exatamente nos sítios de formação das águas profundas, onde as correntes marinhas fazem o retorno”, explicou o professor de Ciências da USP, Cristiano Chiessi, coordenador da pesquisa que estuda os efeitos da redução das correntes marinhas.

UOL

Vinho baiano premiado como o melhor do Brasil

By | Agricultura, Uncategorized | No Comments

Lançamento destaque da Miolo Wine Group na Expovinis 2012, o Testardi Syrah 2010, produzido na região do Vale do São Francisco (BA), foi o vencedor da categoria tinto nacional do concurso Top Ten da feira considerada como o maior evento de vinhos da América Latina. O Top Ten é um dos mais importantes e cobiçados reconhecimentos de vinhos realizados no Brasil. Um seleto time de especialistas elegeu o vinho nordestino.

Este ano, o evento contou com a presença internacional do português Luiz Lopes, fundador e diretor da Revista de Vinhos, e Andrés Rosberg, presidente da Associação Argentina de Sommeliers. A Expovinis aconteceu entre os dias 24 e 26 de abril, no Expo Center Norte, em São Paulo.

O Testardi é o primeiro vinho top do projeto Ouro Verde. Elaborado com a casta Syrah, variedade que melhor adaptou-se ao terroir da região do Vale do São Francisco, na Bahia, esse tinto tem processo artesanal de colheita e desengace. A sua fermentação se dá em barricas novas de carvalho onde envelhece por 12 meses. “A fermentação integral confere a este vinho uma característica bastante complexa se comparado aos nossos demais produtos. Ele apresenta um bom corpo, taninos redondos, macios e bem integrados na boca. Cremos que, com esse exemplar, vamos provar que o Vale do São Francisco pode elaborar vinhos com estilo diferenciado”, afirma o enólogo do projeto, Flávio Durante.

O secretário estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, em visita à vinícola Ouro Verde, parabenizou o diretor da Miolo Wine Group, Eurico Benedetti, lembrando que “esta premiação significa a vitória, não apenas da vinícola Ouro Verde, responsável pela elaboração do vinho campeão, mas do próprio Vale do São Francisco, região que já era reconhecida pela excelência dos seus espumantes e agora surpreende o mundo do vinho com um tinto de altíssima qualidade”.

A vinícola Ouro Verde, apresenta produção anual de três milhões de garrafas, em mais de 200 hectares plantados, e tudo isso só foi possível, segundo Salles, “pela dedicação de todo o corpo técnico da Miolo somada aos investimentos em alta tecnologia para irrigação, manejo do solo e tratos culturais.” Vapor do Vinho Depois de uma maratona que durou uma semana reunindo-se com milhares de produtores rurais das cidades de Campo Alegre de Lourdes, Pilão Arcado, Remanso, Sento Sé, Casa Nova, Sobradinho e Juazeiro, o secretário Eduardo Salles e os gestores da Seagri, a convite da Vinícola Ouro Verde, tiveram a oportunidade de comemorar o primeiro aniversário do projeto “Vapor do Vinho”, um maravilhoso roteiro enoturístico, criado em parceria com a Bahiatursa.

O projeto atrai olhares e interesses de turistas de todo o mundo que vêem ao Vale do São Francisco para conhecer os atrativos desta lindíssima região. Sobre a importância da atividade, Salles ressaltou que apesar de nova, já é responsável pela “geração de milhares de empregos nessas localidades, além de auxiliar no desenvolvimento econômico e da agropecuária de todo Vale do São Francisco”. De acordo com o empresário Luis Rogério, proprietário da empresa responsável pelo projeto “Vapor do Vinho”, em parceria com a Vinícola Ouro Verde e a Fazenda Fortaleza, o passeio turístico pelas águas do Rio São Francisco, a eclusagem na represa de Sobradinho, a visita aos pomares de manga e uva, aliados ao prazer da degustação dos vinhos e espumantes tornam este roteiro único no mundo do turismo.

“Estamos muito felizes por completar um ano deste projeto, completa Rogério e, gostaria de agradecer ao governo da Bahia por todo o apoio que nos tem dado”, disse. “Em comemoração ao primeiro ano do Vapor do Vinho, nada melhor do que receber como presente a premiação do Vinho Testardi da Vinícola Ouro Verde”, disse o diretor da Miolo Wine Group Eurico Benedetti que, em companhia do secretário Eduardo Salles, comitiva da Seagri e por um grupo de investidores da cidade chinesa de Chongqing, brindaram e comemoraram navegando pelo Lago de Sobradinho

Fonte: Blog de Vinhos

Caminho do Vale

By | Beleza e Paz, Piatã, Uncategorized | No Comments

Existem momentos na vida em que precisamos parar para buscar uma visão dos nossos proximos passos. São para momentos como estes que existe um lugar como o Caminho do Vale em Piatã.

Com uma vista incrível de mais de 80km de paisagem até as longínquas montanhas azuis, o lugar é ideal para expandir a nossa visão. Com um clima quase europeu, essa região possui mínimas no inverno de +3 graus, possibilitando até o cultivo de frutas de clima temperado como pessego e maçã.

Na nossa vila foi construido o  Núcleo de Vivências Cúpula Dourada (Templo do ISA)  para ancorar os conhecimentos da Psicologia e Filosofia Existenciais, ensinados pelos sábios do passado, e partilhar com todos que desejarem saber mais sobre esses conhecimentos, através de palestras, mini cursos, vivências de autoconhecimento, meditação, prática dos Atributos da Estrela etc.

Para reservas caminhodovale2016@gmail.com / 77 9 9165 5846 (Ana)

[envira-gallery id="1650"]

O Trânse do Jarê

By | TV Chapada, Uncategorized | No Comments

O Jarê é uma religião originária da Chapada Diamantina e muito parecida com o candoblé de caboclo. Neste episódio da websérie Orquestra do Mundo, que retrata a paisagem sonora da Chapada Diamantina, o tema será o transe e a música dentro do Jarê. Confira esse universo:

Para saber mais sobre a série: www.orquestradomundo.com.br

jare-capivara

Onde Ficar na Chapada Diamantina

By | INFO Turismo, Uncategorized | No Comments

A Chapada Diamantina oferece uma vasta possibilidade de acomodações. Modernos e bem equipados hotéis assim como confortáveis pousadas oferecem bons serviços e instalações. As pensões são também facilmente encontradas – e em Lençóis e Vale do Capão, albergues e campings são a escolha de grande parte dos mochileiros.


Por Cidade:

Lençóis
Vale do Capão
Mucugê
Piatã
Rio de Contas
Ibicoara
Iraquara

Por Tipo de Hospedagem:
Hotéis
Pousadas
Albergues e Campings

Piatã

By | Atrações Principais, Cidades, Uncategorized | No Comments

A mais alta cidade serrana de todo o Nordeste (1180 m de altitude) e a mais antiga povoação da Chapada Diamantina é Piatã, que fica num platô entre as serras da Tromba – um prolongamento das Serra da Mantiqueira, onde estão as nascentes do Rio de Contas e do Rio Machado – e do Santana, com sua capela do Senhor do Bonfim.

O povoamento começou em meados do século XVII com a descoberta, por garimpeiros, de minas nas Serras da Tromba e do Santana, o que atraiu grande número de aventureiros à procura de ouro e pedras preciosas. Formou-se no município de Minas do Rio de Contas, atual Rio de Contas, o povoado de Bom Jesus dos Limões, atual Piatã, que nasceu às margens da Estrada Real, o caminho aberto pelo sertanista Pedro Barbosa Leal, em 1725, ligando Rio de Contas à Jacobina. É desta época a Igreja Matriz de Bom Jesus, situada na praça Vigário Souza e a Capela de Nossa Senhora do Rosário.

As festas juninas são as mais comemoradas, tanto na zona urbana quanto na rural e se caracterizam pela mesa farta de produtos típicos da época e por um “friozinho” que pode chegar a 3 ou 4º C. A média da temperatura anual nunca ultrapassa os 20º C. Nas noites de junho, as mais frias do ano, em todas as residências, há sempre um licor artesanal e um “quentão” – bebida típica da região – ou um café quentinho, plantado e colhido nos quintais da cidade.

As cachoeiras do Patrício, do Cochó, do rio de Contas, da Malhada da Areia, o Encontro das Águas, os Gerais do rio de Contas, a Bica do Machado, as serras do Santana, do Navio, da Tromba e os Três Morros, estão entre os principais atrativos naturais de Piatã, que fica a fica a 568 km de Salvador. O nome Piatã vem do tupi e significa “pé firme”, “a fortaleza”.

>> Onde Ficar em Piatã

[envira-gallery slug=”piata”]

Festival de Lençóis 2016

By | Calendário de Eventos, Cultura, news, Uncategorized | 4 Comments

O Festival de Lençóis, evento que já faz parte do calendário cultural baiano, já reuniu conceituados shows de MPB como Gilberto Gil, Gal Costa, Lenine, Ana Carolina, entre outros.

Além da música, o evento sempre reserva espaço para diversas manifestações culturais como oficinas e apresentações de dança e teatro, representados por grupos regionais e de outras localidades. O festival é uma ação que une música, arte, cultura, desenvolvimento sustentável e as belas paisagens naturais da Chapada.

18º Festival de Lençóis – Programação:

14352050_872219362879988_3085665490435112837_o